Itaquera

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Você quis dizer: Favela Cquote2.svg
Google sobre Itaquera
Cquote1.svg Você quis dizer: Bahia Cquote2.svg
Google sobre Itaquera
Cquote1.svg Aqui só tem o estádio do Corinthians, a Cohab e o Metrô... ♪ Cquote2.svg
GRES Leandro de Itaquera sobre Itaquera
Cquote1.svg Itaquera é o bairro mais baiano de São Paulo! Cquote2.svg
Baiano sobre Itaquera
Cquote1.svg Quer um trago, tio???? Cquote2.svg
Maconheiro sobre Itaquera
Cquote1.svg ITAKERA É TUDO DOMINADO PELO CURINTIA Cquote2.svg
Maloqueiro sobre Itaquera
Cquote1.svg Vai curintia! Cquote2.svg
Corintiano favelado sobre o comentário acima
Cquote1.svg Maluf que fez. Cquote2.svg
Paulo Maluf sobre a Jacu Pessêgo em Itaquera
Cquote1.svg Só tem pobre! Cquote2.svg
Morador da Zona Sul sobre Itaquera


Um típico cidadão de Itaquera

Itaquera é um bairro de São Paulo que pertence à Zona Leste, sua população é de 1.633.433 maloqueiros habitantes. Foi inicialmente povoado por baianos e nordestinos que não tinham dinheiro para comprar um imóvel em um bairro nobre da cidade e se contentaram com Itaquera, mas hoje a migração é somente de bandidos corintianos. Hoje é o principal local de concentração de corintianos, favelados, maconheiros e baianos e é também a principal grande reserva da população feia do Bostil Brasil.

História[editar]

Topônimo[editar]

"Itaquera" é um termo proveniente da língua tupi que significa "presidio à céu aberto" mas também se enquadra perfeitamente em "bairro baiano da capital".

Colonização[editar]

Por volta de 1620, apareceram as primeiras referências da "Quebrada Itaquera", que ficou conhecida como favela bairro classe média baixa por fazer divisa territorial com os outros bairros pobres da capital, Itaim Paulista, Cidade Tiradentes e Baianazes Guaianazes. Com toda a fama que vinha recebendo começaram a vir os primeiros imigrantes baianos que se encantaram pelo bairro e começaram a construir os seus barracos. Até hoje a imigração baiana no bairro ocorre e com muito mais frequência que antigamente, mas agora dividem seus territórios com alguns animais de origem científica chamadas de Corinthiuns rebaixadus que possuem etnia negra e roupas rasgadas.

Desenvolvimento[editar]

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Itaquera é um dos bairros mais pobretões da capital e os itaquerenses são a população mais feia do Brasil
A linha de Trem da Itaquera

Os primeiros barracos começaram a serem construídos e o nível social do bairro começou a aumentar. Os nordestinos resolveram autodenominar o bairro como o "bairro mais baiano da São Paulo" e começaram a arquitetar as invasões de terrenos para fazerem suas favelas próximo aos esgoto Rio Jacu, Rio Aricanduva e da estação de trem da CPTM.


Atualmente[editar]

Atualmente, o governo de Fernando Haddad dividiu os lotes em casas populares denominadas de "favelas". Possui um small grande time chamado Galinhas FC. Hoje existem diversos bancos na área, embora 70% deles foram roubados por novos moradores que vieram da Bahia. Possui uma unidade do Perdetempo Poupatempo e o Shopping Metrô Itaquera, ao lado da Estação Corinthians-Itaquera. Os manos de Guaianazes quando querem ir ao Shopping vão para Itaquera praticar arrastões fazer rolêzinhos, gastar o dinheiro do bolsa-família e dar o cu no fim de semana no meio do mato no Parque do Carmo. O sonho de toda criança itaquerense descendente de baiano é ter um fuzil para poder roubar o Banco do Brasil.

Com a Copa do Mundo em 2014 nas quebradas áreas Itaquerenses, os moradores imundos carentes acharam que o evento iria trazer o desenvolvimento tão esperado para o bairro e já estavam pensando em deixar seus barracos imóveis os vendendo por R$ 1 milhão de reais por serem próximos ao estádio do Corinthians. Mas o bairro depois da Copa continuou uma bosta e quem queria pular fora do bairro se fodeu.