Dropkick Murphys

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Playinguittar.gif

Angus Young deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.


Cquote1.png Que merda é essa? Cquote2.png
Jonny Strummer sobre Dropkick Murphys.
Cquote1.png Aquele carinha parece o Billie Joe Armstrong! Cquote2.png
Emo sobre Dropkick Murphys.

Dropkick Murphys é uma banda de celtic punk (para o delírio dos torcedores do Rangers Football Club) dos Estados Unidos, formada em 1996. Todos os membros da banda possuem no máximo 12 centímetros de extensão de pinto, conseguem beber 5 engradados de cerveja por hora (5/Eph) e despejar merda em canções numa velocidade ainda mais rápida. A banda tem esse nome diante da raiva que tinham dos repetitivos filmes de Eddie Murphy na Sessão da Tarde, um dos motivos que os fizeram criar essa banda foi importunar ele o máximo que pudessem para o fazer cometer suicídio - mas nem Eddie, nem ninguém os conhece. Mesmo assim, ainda não desistiram e seguem fazendo canções, para a tristeza e decepção geral da humanidade.

A banda[editar]

Dropkick Murphys. Literalmente.

Esse bando de pessoas com deficiências cerebrais, neo-bárbaros com o intuito de implantar a selvageria em um modo ainda mais grave no planeta, se encontrou em 1995 num centro para reabilitação. Após sonharem em longas noites tendo filhos juntos em meio a litros de rum e hidromel, pensaram que montar uma banda de glam rock não teria o efeito destrutivo necessário - e glam punk não existe - portanto decidiram migrar para o celtic punk, que nada mais é do que o punk rock que vikings com tendências homossexuais executavam, se achando tão maldosos quanto a galera da Ghost - sendo na verdade comparáveis ao My Chemical Romance.

Depois de algumas alucinações derivadas do cheiramento de gatinhos aliado ao uso pesado de LSD, a banda conseguiu alguns lapsos de criatividade para escrever 30 minutos de asneiras e dividir em 10, saindo o primeiro CD. Como são neo-vikings e em vez de beber se ocupam se masturbando e usando iDoser, as letras não são tão viris e másculas - algo que envergonharia Asterix e Obelix - e há um membro da banda que é fã de Billie Joe Armstrong - mas que evita a maconha pois pode prejudicar o processo criativo deles devido ao efeito de esquecimento. Bom, talvez todos os outros usassem maconha compulsivamente, já que, bom...

Já que a banda só dava prejuízo, pois nenhum ser humano em sã consciência pagava para ir num show de horrores desses caras, eles tentavam usar suas habilidades para outra coisa. Buscaram abrir uma escola de karatê, já que só sabiam destilar chutes para todos os lados - assim como mostraram durante os shows. A questão é que eles praticavam em si mesmos e se arrebentavam, além de não terem conseguido atrair muitos alunos - o que os convenceu de tornar o estabelecimento em um grande bar para cornos e losers em geral irem ao delírio e entrarem num mundo doentio que John Lennon já esteve enquanto escrevia Lucy In The Sky With Diamonds.

Atualidade[editar]

A banda segue na ativa, geralmente fazendo shows em botecos no interior dos Estados Unidos, cantando para meia dúzia de pessoas que parecem figurantes de Grand Theft Auto. Só não recebem ovadas pois essa galera tá tão bêbadaque nem liga pro que está ouvindo - e mesmo se mirassem ovos neles, certamente errariam. É nessa que a banda segue existindo, pois show grande pra eles só caso parem no meio de alguma rua de Los Angeles e começem a tocar - mas certamente os cassinos da região reagiriam os expulsando da cidade, dado o risco de decréscimo da frequência de turistas, assustados com um recebimento tão ruim...

Musicas Famosas[editar]

  • "I'm Shipping Up to Boston" - Aquela do filme Os Infiltrados que todo mundo só conhece por causa do instrumental

E só